Quinta-feira, 19 de Maio de 2022

Feira do Folar de Valpaços regressa já em abril

Depois de dois anos de interregno, por força da pandemia, a Feira do Folar de Valpaços regressa ao Pavilhão Multiusos da cidade de 8 a 10 de abril

“Estamos de volta”, afirmou, esta tarde, Amílcar Almeida, presidente do município de Valpaços, na apresentação do certame que, depois de uma paragem forçada de dois anos, regressa ao formato físico.

“Espero que seja pouco diferente dos anos anteriores, pelo menos da última edição porque foi, de facto, um verdadeiro sucesso. Depois de muito trabalho, é isso que se espera. Este prende-se, essencialmente, com a venda dos nossos produtos. Não temos dúvidas da sua qualidade, mas queremos que as pessoas visitem Valpaços. Queremos acreditar que estão ansiosas, como nós”.

A XXII edição da Feira do Folar de Valpaços contará com 73 expositores, menos que em edições anteriores, “não porque os produtores não tenham mostrado interesse em participar, mas temos que ter algum cuidado. Queremos que as pessoas venham com segurança, que possam circular com maior liberdade e que possam chegar ao ‘stand’ desejado”, explicou Amílcar Almeida.

“Quer no Pavilhão (Multiusos), onde serão vendidos os produtos, quer na gastronomia, na nossa tenda, queremos que as pessoas tenham mais espaço de modo a que se sintam mais cómodas mas, acima de tudo, que se sintam seguras”.

A montra é “muitíssimo” importante para a economia local, “não só pelo que representa nesses três dias para o concelho” mas, também, porque “leva o bom nome de Valpaços. Temos uma plataforma que foi um sucesso garantido no ano passado. Lamentavelmente, de 7 a 10 de abril, não vamos conseguir mantê-la (operacional) porque não temos possibilidade de garantir a venda no certame e, também, online”, alertou.

Porém, a plataforma continua disponível. “Poderão fazer encomendas antes e depois da Feira. É esta a importância dos nossos produtos. Não temos medo de competir, não temos medo da concorrência. Sabemos que temos os melhores azeites do mundo, os vinhos, uma rica gastronomia e o único folar certificado do país, que há muito tempo ganhou adeptos”, frisou.

De acordo com o autarca, o certame “representa mais de 150 mil euros. Entre 150 a 170 mil euros. É um investimento que tem um retorno muito positivo. Levar o nome de Valpaços a bom porto, a todo o país mas, também, além-fronteiras, não tem preço”, rematou Amílcar Almeida.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.