Sexta-feira, 3 de Dezembro de 2021
António Cunha
Presidente da CCDR-N

Norte Económico, Norte Sustentável

Felicito os empresários e os municípios destas 500 maiores empresas de Trás-os-Montes.

-PUB-

A economia, a criação de riqueza e de emprego, são uma base indispensável da qualidade de vida dos nossos territórios e populações. Da chamada “sustentabilidade”. Sem economia, não há futuro, nem mesmo para a paisagem, que depende, como os transmontanos bem sabem, da atividade do setor primário. A produção vitivinícola é, aliás, um dos setores melhor representados nesta lista de ouro das nossas empresas.

As seculares raízes industriais e comerciais da nossa Região Norte têm evidenciado uma notável capacidade de adaptação a crises, como foi evidente nestes anos da pandemia. Historicamente, as nossas empresas, e mesmo setores” tradicionais” da nossa economia, souberam responder a novas tendências de mercado, aos reptos de mutações tecnológicas ou a alterações do comércio internacional.

Hoje, porém, a dinâmica dos tempos coloca novos e exigentes desafios à nossa Região. A digitalização, a descarbonização, a “circularidade” de recursos e a sustentabilidade ambiental das atividades estão no topo das agendas do presente e do futuro próximo.
Quer isto dizer que o Norte, e os seus atores empresariais, científicos e de inovação não podem nem devem fugir à nova ordem da economia: mais verde e responsável, mais elétrica, mais inteligente e mais digital. Da agricultura ao turismo, das indústrias aos consumos particulares, todos somos convocados para estas agendas.

Felizmente, a Região pode encontrar nos fundos comunitários uma alavanca mais robusta para sustentar e acelerar estas transformações estruturais. Recursos, estou certo, não faltarão. Somando os financiamentos previstos no PRR e no PORTUGAL 2030, Portugal beneficiará de quase 40 mil milhões de euros, boa parte dos quais se terão de destinar às regiões menos desenvolvidas.

Contamos, no Norte, como em Trás-os-Montes, com uma massa crítica de empresas experientes, de centros de Ciência e de laboratórios de inovação de referência, e de cidades comprometidas com um crescimento sustentável.

Num momento de incerteza, e num presente exigente que acelera em direção ao futuro, há razões para acreditar – e para fazer.

Mais Lidas

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.