Sexta-feira, 21 de Janeiro de 2022
Nuno Augusto
Presidente do Regia DouroPark

O nosso desafio

Em primeiro lugar, quero destacar a edição 2021 deste suplemento, elogiando a capacidade de resiliência de quem o faz, ano após ano, levando-o a ser uma publicação de referência nacional.

-PUB-

Em segundo lugar, felicito os empresários pela capacidade que demonstraram no passado recente, em que fomos assombrados por esta pandemia. Foram chamados a um esforço quase sobre-humano, que pôs em risco, em muitos casos, a sobrevivência das suas organizações.

Apesar do contexto, criaram novas empresas e novos negócios. Alguns mudaram completamente de estratégia e setor de atividade, mas, acima de tudo, conseguiram salvar as empresas, os negócios, melhorando ainda os níveis de emprego.

Mas ainda temos pela frente um cenário desafiante, que teremos que ultrapassar juntos. A economia vai dando alguns sinais de melhoria, com bons indicadores no que se refere ao crescimento económico e ao emprego. Por outro lado, surgem sinais bastante preocupantes, nomeadamente associados aos níveis de inflação, ao forte crescimento dos preços da energia, à falta e ao aumento generalizado no preço das matérias-primas, à falta de mão de obra para alguns dos setores vitais para a nossa região, nomeadamente construção civil, hotelaria e agricultura, agravados ainda pela recente crise política nacional.

Temos que ser cada vez mais fortes, muito mais capacitados e atentos, antecipando muitas vezes os ciclos económicos e as movimentações dos próprios mercados. Podemos e devemos intensificar as redes empresariais locais, permitindo a criação de mais riqueza e propiciando a melhoria da cadeia de valor. Temos que reforçar as nossas associações empresariais, que são vitais para a criação de movimentos positivos de influência em prol da região, atuando junto dos decisores políticos, fazendo-se ouvir em fóruns de debate e, nomeadamente, na discussão sobre a aplicação dos fundos estruturais e sobre as opções de investimento público.

O Município de Vila Real e o Regia Douro Park estão também empenhados nesse percurso, tendo criando dois fóruns de debate institucional, local e regional: o primeiro é o Conselho Estratégico Económico Municipal, o outro é uma Estrutura de Missão para o Centro Histórico.

Para além destas ações, iniciámos um forte investimento numa nova infraestrutura empresarial com uma área de 50 hectares, com 135 novos lotes empresariais.
Na nossa estratégia local incorporámos também a criação de uma Business School da região, dinamizada pelo Regia Douro Park, em parceria com o nosso polo de excelência académica (UTAD).

Mais que perpetuar o passado, será importante desenhar o futuro, numa sociedade global e cada vez mais desafiante para todos os atores locais.

Mais Lidas

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.