Terça-feira, 21 de Maio de 2024
No menu items!

Praias fluviais de Macedo de Cavaleiros com qualidade “Ouro”

As praias da Fraga da Pegada e da Ribeira, na Albufeira do Azibo, abriram uma vez mais a época balnear com a Bandeira Azul, da ABAE, e a Qualidade de Ouro, da Quercus.

-PUB-

A Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e a Quercus – Associação Nacional de Conservação da Natureza distinguiram uma vez mais as praias da Fraga da Pegada e da Ribeira, na Albufeira do Azibo, com o selo máximo da qualidade balnear. O que significa que ambas abriram mais uma época a ostentar a Bandeira Azul e o galardão “Praia com Qualidade de Ouro”.

Para a Praia da Fraga da Pegada é o 21.º ano consecutivo de Bandeira Azul e o 16.º colorido a dourado. E para a congénere da Ribeira é a 15.ª ronda seguida que a cor do céu premeia, sob a forma de bandeira, águas e areal, sendo a 14.ª campanha com o estandarte da Quercus.

Benjamim Rodrigues, presidente do Município de Macedo de Cavaleiros, sublinha que o “trabalho e dedicação de inúmeras entidades e munícipes, que, no dia a dia, ano após ano, se esforçam para manter em equilíbrio o desenvolvimento local com o respeito pelo meio ambiente”. No cumprimento dos critérios ecológicos, educacionais, de segurança e de acessibilidade que norteiam os programas da ABAE e da Quercus.

Nos últimos anos, do mês de junho a setembro, as praias da Albufeira do Azibo têm recebido entre 350 mil a 400 mil visitantes, e cada vez mais veraneantes espanhois.

A ABAE voltou a atribuir igualmente a Bandeira Azul aos operadores macedenses de ecoturismo Azibo Solar Boat e Sun Azibo Cruzeiros, cujas embarcações vão navegar com o símbolo de qualidade ambiental.

 

 

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

VÍDEOS

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS