Domingo, 14 de Agosto de 2022

Festival Sons no Parque com oito concertos gratuitos

O Festival Sons no Parque está de volta à vila duriense, a 15 e 16 de julho, com oito concertos gratuitos de artistas de Portugal, Espanha, França e Reino Unido.

-PUB-

Em comunicado, o município revelou que Cais Sodre Funk Connection e JP Bimeni & The Black Belts “são as atrações principais da quarta edição do festival, que aposta na confluência de vários estilos musicais, pouco comuns em eventos no interior do país”.

Após dois anos de interregno, o Sons no Parque regressa a 15 de julho com os Cais Sodre Funk Connection (Portugal) que prometem ser uma verdadeira locomotiva do Funk & Soul em palco. Trazem na bagagem novas canções e um novo disco para celebrar a vida adulta, sem perder a energia contagiante do seu soul-funk. No mesmo dia, os You Said Strange (França), quarteto francês de rock psicadélico e shoegaze, vão mostrar que são um nome cada vez mais notável no panorama do rock alternativo europeu.

Os portugueses Peter Storm & The Blues Society, que foram eleitos, em 2020 e 2022, a melhor banda portuguesa de blues, chegam ao Sons no Parque para uma viagem inesquecível pelo mundo do blues. O dia 15 fica completo com a atuação de The Parrots, banda espanhola a quem Iggy Pop se referiu como “um grupo a seguir”. O duo madrileno vem ao Sons no Parque expandir o registo garage-rock para cores mais psicadélicas e grooves eletrónicos.

O segundo dia do festival, 16 de julho, apresenta como cabeça de cartaz JP Bimeni (Reino Unido), considerado “uma das melhores vozes soul dos últimos tempos, acompanhado pela banda espanhola The Black Belts”, num concerto que “será uma viagem pelo mundo do funk e da soul com um poderoso toque de África”.

No mesmo dia atuam os The Electric Alley, originários de Espanha. Inspirados nos Led Zeppelin, fazem do rock & roll a sua religião e dos concertos o seu habitat natural. Também de Espanha, os Venturi é um trio de rock onde pontificam as guitarras explosivas. É no palco onde se sentem melhor fazendo de cada atuação uma verdadeira e energética festa. Já a Big Band, que nasceu a partir da Banda Filarmónica de São Mamede de Ribatua, uma das mais antigas do nosso país, vai apresentar um repertório repleto de grandes êxitos da música jazz e pop/rock, entre outros géneros musicais.

O Festival Sons no Parque realiza-se no Parque da Vila, uma extensa zona verde com um anfiteatro natural, bem próximo do centro de Alijó.

De acordo com a autarquia, uma das metas do evento “é permitir o acesso gratuito no interior do país a várias sonoridades e géneros musicais diferentes, que se reflete na escolha de bandas nacionais e originárias de outros países, mas também de grupos emergentes no panorama artístico”.

O recinto conta com uma área de ‘street food’ e uma zona de bares.

O Festival Sons no Parque é uma organização da Câmara Municipal de Alijó, em parceria com a Junta de Freguesia de Alijó.

-PUB-

APOIE O NOSSO TRABALHO. APOIE O JORNALISMO DE PROXIMIDADE.

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo regional e de proximidade. O acesso à maioria das notícias da VTM (ainda) é livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta A Voz de Trás-os-Montes e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente e de proximidade, mas não só. É continuar a informar apesar de todas as contingências do confinamento, sem termos parado um único dia.

Contribua com um donativo!

COMENTAR FACEBOOK

Mais lidas

A Imprensa livre é um dos pilares da democracia

Nota da Administração do Jornal A Voz de Trás-os-Montes

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.