Quinta-feira, 30 de Maio de 2024
No menu items!
Joana Moreira da Silva
Joana Moreira da Silva
Médica Veterinária. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes

Os animais de estimação e o frio

CONSULTÓRIO ANIMAL

-PUB-

Encolhidos sobre o próprio corpo, extremidades frias, tremores ou procura de locais quentes são sinais que revelam isso mesmo. O inverno é uma época propícia ao desenvolvimento de viroses e ao exacerbamento de doenças crónicas já existentes, como as patologias articulares. São exemplo os animais idosos, que com as temperaturas baixas, podem manifestar dor e relutância ao movimento. Eles sentem mais frio que os animais jovens pois têm maior dificuldade em manter a temperatura corporal. O importante é aquecer! Casacos ou camisolas não são apenas um adorno, mas a melhor solução para os proteger do frio e da chuva. Um cobertor bem quentinho na sua cama também ajuda no combate ao frio. Os animais que vivem no exterior devem ser acolhidos, se possível, dentro de casa. Caso não seja possível, tente adaptar o local exterior tornando-o mais quente e confortável.

Apesar de serem fundamentais, os passeios diários devem ser restringidos na sua frequência e duração. Escolha passeá-lo nas horas mais quentes do dia e sempre que chegue a casa seque-o com uma toalha ou secador. Os banhos devem ser dados num local fechado, livre de correntes de ar, com água morna e o pelo também deverá ser bem seco. Se a tosquia for uma necessidade mantenha o pelo o mais comprido possível.

Ao contrário do que se pensa, nesta época fria não é necessário dar mais alimento, mas sim dar um alimento de melhor qualidade. O objetivo não é tornar o animal obeso, mas reforçar o seu sistema imunitário. E por falar em imunidade, um boletim sanitário atualizado é imprescindível para combater doenças graves. Se o seu companheiro apresentar espirros, falta de apetite, secreção nasal e/ou ocular e febre, ele pode estar constipado, de uma forma muito semelhante à nossa gripe. No caso de apresentar estes sintomas, consulte o seu médico veterinário. Relembro que no período de confinamento as consultas deverão ser agendadas. Proteja-se e proteja-o!

CURIOSIDADE

Sabia que… a temperatura corporal dos animais domésticos é diferente da nossa? A temperatura normal do cão varia entre 38-39ºC e a do gato entre 38,5-39,5ºC.

OUTROS ARTIGOS

ARTIGOS DE OPINIÃO + LIDOS

Notícias Mais lidas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.