Quinta-feira, 22 de Fevereiro de 2024
No menu items!
Fernando Afonso
Fernando Afonso
Iniciativa Liberal Bragança

Ligação Bragança/Puebla de Sanábria – “O Aeroporto de Bragança”

Há mais de 30 anos que se arrasta o tema da construção de uma ligação rodoviária decente entre Bragança, a capital de distrito mais perto do resto da Europa, e a Puebla de Sanabria, vila espanhola onde passa a linha de alta velocidade AVE e a Autoestrada A52.

-PUB-

A proposta inicial tinha como base o prolongamento do IP2 até à Puebla de Sanabria.
Em 1998 a Junta de Castela e Leão assinou um Protocolo com a CCDR-N para a realização de um estudo no sentido de avaliar qual a ligação a concretizar entre o IP4 em Bragança e a A52 na Puebla de Sanábria.

No ano seguinte, o Instituto Politécnico de Bragança realizou uma proposta que previa a “implantação da nova estrada pela linha planáltica que se estende entre os vales da ribeira da Aveleda e do rio Igrejas. O troço teria, entre o IP4 e a A52, um comprimento de 31 quilómetros (16 em Portugal e 15 em Espanha) e, na opinião dos responsáveis do Politécnico, o impacte ambiental que o novo corredor provocaria seria “mínimo”, já que a estrada se situaria numa zona de transição entre as duas áreas mais importantes do parque: a zona da Lombada, de grande riqueza faunística, e a bacia do rio Baceiro-serra de Montesinho, onde estão os valores que presidiram à criação do Parque Natural.” (artigo do Jornal “O Público”, 26 de maio de 1999).

No estudo elaborado pela empresa Norvia no ano 2000, foram apresentadas quatro soluções: a) utilizar a ligação de Rio de Onor, b) utilizar a ligação do Portelo, c) solução mista utilizando a ligação da estrada de Rio de Onor juntamente com a do Portelo e d) criação de um novo corredor.

A decisão definitiva parece já tomada e vai passar por uma renovação do atual traçado de Rio de Onor, na qual se prevê um custo de 16 Milhões de euros, com duas variantes em Varge e Rio de Onor, e com sete metros de largura, muito aquém da ideia inicial de construir uma ligação tipo IP. Mais uma vez, parece que “a montanha pariu um rato”! O que era para ser uma Via Rápida, vai continuar a ser uma Estrada Nacional. Nesses moldes já existe a ligação via Portelo, que apesar de ser uma Estrada de Montanha, tem bom asfalto e largura similar à futura ligação de Rio de Onor.

Quais a razões para escolher esta solução em detrimento das outras?

OUTROS ARTIGOS

ARTIGOS DE OPINIÃO + LIDOS

Mais lidas

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Subscreva a newsletter

Para estar atualizado(a) com as notícias mais relevantes da região.