Quarta-feira, 24 de Abril de 2024
No menu items!

Armando Moreira

| MIRADOURO | Ex-presidente da Câmara Municipal de Vila Real. Colunista n'A Voz de Trás-os-Montes
331 Artigo(s) de opinião

Ponto final

Costuma-se dizer que tudo tem um princípio, meio e fim. É o que sucede com esta nossa crónica semanal, que os nossos leitores acompanham desde há bons anos a esta parte.

O fim do ditador

Quando se iniciou, em fevereiro do ano passado, a agressão da Rússia à Ucrânia, escrevemos que Putin havia iniciado uma guerra na Europa sem sentido, contra um povo que vivia ordeiramente a sul e que não desejava outra coisa que não fosse trabalhar diariamente, para ir melhorando o seu nível de vida.

Universidades e politécnicos: bons exemplos na imigração

Li recentemente que os Politécnicos e as Escolas Profissionais estavam a servir a imigração ilegal.

A escola, os professores e os alunos

A comunicação social, nos últimos dias, enfatiza as avaliações dos alunos do 9º, 11º e 12º anos, para classificar as escolas nacionais, como se isso fosse possível, desejável ou útil.

A Imigração e o Turismo

A propósito do Dia de Portugal de Camões e das Comunidades Portuguesas, ocorre-nos refletir sobre dois fatores que, em nossa opinião, estão a desempenhar um papel determinante no desenvolvimento do nosso país: a imigração e o turismo

Um filme interminável

Há filmes bons, há outros assim-assim, e há alguns intermináveis. Este, da TAP, é um deles.
- PUB-

Fazer um mundo melhor

Será possível haver uma resposta positiva a esta questão? Eis o desafio a que se propõem os organizadores do encontro que decorreu em Lisboa, no Centro Cultural de Belém, nos dias 18 e 19 de maio, sob a responsabilidade do Grupo Dourogás/Sonorgás e a IGU – União Internacional de Gás.

O fogo

Ainda que a época do ano não esteja muito avançada, já se vão anunciando, um pouco por todo o país, em particular no território a sul do rio Tejo, alguns episódios provocados por incêndios.

Ferrovia do Douro

Duas observações impelem-nos, de novo, para a Linha do Douro.

O espetáculo

Correspondendo ao convite que o Presidente Marcelo lhe fez, logo em Brasília, no dia em que foi investido como Presidente do Brasil, visitou-nos Lula da Silva.

O Brasil e Lula

A visita do Presidente de República do Brasil, a Portugal, dá-nos o mote para refletir com os leitores sobre o papel daquele país na cena internacional e perceber as reais motivações deste personagem.

Guerra e Paz

Servimo-nos do título de um dos livros de Leon Tolstói, escritor de língua russa, do século XVIII, para encimar esta crónica semanal.
- PUB-

Um mundo bipolar

A recente entrada da Finlândia na NATO é um acontecimento relevante, do ponto de vista geopolítico, com o qual não se sonhava há meia dúzia de anos.

Ferrovia do Douro – Qual o futuro?

A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, anunciou há dias, em visita à região, que o concurso para reativar a linha do Douro seria lançado ainda este mês e que incluiria a eletrificação da ligação entre o Marco de Canavezes e a Régua.

Para onde caminha a China?

O que é a vitória na Ucrânia?

Interioridade e Emprego

Volta e meia vem de novo ao discurso político o tema da Regionalização, de que sou indefetível defensor, por estar em causa o desenvolvimento do país no seu todo e, especificamente, das regiões do interior mais carenciado.

Pássaro madrugador

Ocorreu a 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, acontecimento que lembramos, prestando homenagem a uma figura de primeira grandeza que se está a destacar na cena Internacional (europeia) pelo papel que vem desempenhando no exercício do alto cargo que exerce.

Regiões administrativas

O Jornal Público, na edição do passado dia 3 de março, alertou-nos para um tema que nos é muito caro: “Governo Enterra Regionalização”.
- PUB-

Guerra: uma tragédia

Joe Biden, presidente dos Estados Unidos da América, em visita ao Leste Europeu, disse o óbvio: ”A guerra não é uma necessidade, é uma tragédia”.

Habitação

A Constituição da República Portuguesa estabelece o direito a uma casa de dimensão adequada, em condições de higiene e conforto, e que preserve a intimidade pessoal e a privacidade familiar, um preceito, sem dúvida muito justo, embora tenha de se admitir que quem vive com menos de 660 euros por mês dificilmente conseguiria aceder nem que fosse a um T1, em particular nas grandes cidades, como Lisboa ou Porto.

Morte ou glória

A visita de Volodymyr  Zelensky à União Europeia foi devidamente saudada pelos Governantes dos 27 países que a constituem, como seria esperável que acontecesse, visto que o visitante tem sido o rosto de uma Guerra que, aparentemente, é dirigida apenas à Ucrânia, embora muitos analistas, e nós próprios, antecipemos que o inimigo pretenda atingir toda Europa Ocidental.

Direito a morrer

Afirmamos sem reservas, sermos contrários à Eutanásia.

Jornada Mundial da Juventude

A notícia de que o custo do Altar-Palco que iria ser construído para a Jornada Mundial da Juventude custaria um valor superior a cinco milhões de euros, numa despesa global que ultrapassará os 80 milhões, assustou, e com razão, todos aqueles que estão a acompanhar este evento que decorrerá em Lisboa no próximo mês de agosto.

Turismo no interior

"Temos de ter mais interior nas políticas de turismo”.
- PUB-

Porquê emigrar?

O Observatório da emigração, relativo a 2021, informa que nesse ano 60 mil portugueses decidiram emigrar, ou seja, mais 15 mil do que em 2020.

Guerra sem fim?

O que é que o Czar de Moscovo tem na manga

Monte da Forca

Ocasionalmente, estivemos no Monte da Forca e, para surpresa nossa, não encontramos qualquer alteração significativa ao que deixámos construído, aquando dos nossos últimos mandatos – 1992.

É Natal

Numa ocasião como aquela que estamos a viver, com problemas de toda a ordem, parece difícil imaginar como vai ser a Quadra Natalícia em que estamos a entrar.

Futebol: a desilusão

A Seleção Portuguesa de Futebol foi nas últimas semanas, esperança de muitos de nós, que acreditavam que Portugal era a melhor equipa do mundo.

Rússia/Ucrânia: a história repete-se

Quando a Rússia começou a lançar as primeiras bombas, sob o povo ucraniano, indagamo-nos a que propósito o caudilho soviético decidiu invadir um país soberano, seu vizinho, sem anúncio prévio de qualquer facto de natureza política, que indicasse uma razão plausível para o fazer, tanto mais que a Rússia é um país imensamente extenso em área. E comentámos dizendo, que não lhes faltaria que fazer no seu território em direção à Sibéria – mais de 10˚ de extensão em latitude.
- PUB-

ARTIGOS DE OPINIÃO + LIDOS

Mais lidas